Ministro Iris Fernando


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014


Wilma Rejane


"Jesus viu Natanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo. Disse-lhe Natanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira. Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel. Jesus respondeu, e disse-lhe: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? Coisas maiores do que estas verás. E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem." João 1:47-51

O que fazia Natanael debaixo da figueira? É uma especulação comum aos que lêm essa passagem. Natanael poderia estar orando já que a pratica de orar embaixo da figueira era comum aos rabinos judeus que em suas orações incluíam o retorno do Messias. Independente do que fazia Natanael, o mais esplêndido de tudo é que Jesus o viu em um momento que ninguém poderia ter visto. Era somente Natanael, seus pensamentos e uma frondosa figueira. Por isso o espanto de Natanael. Ele só poderia estar frente a frente com o Messias, alguém capaz de enxergar nitidamente o mundo espiritual, além da matéria.

A promessa dos céus abertos sobre Natanael substituía o simbolismo da sombra da figueira. A figueira que já estava presente no Éden:

Gênesis 3.7: "Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueiras e fizeram cintas para si."


Em Gênesis a primeira referência a figueira está nas vestes confeccionadas por Adão e Eva. A figueira seria o esforço do homem por tentar salvar-se, seria o código das leis de Moisés que apontavam para a salvação em Cristo Jesus. Deus substituiu as vestes de Adão e Eva feitas com folhas de figueira por roupas feitas com pele de cordeiro. O Cordeiro que tira o pecado do mundo já estava profetizado, Ele seria o sacrifício perfeito e completo a cobrir, redimir todo pecado:"Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo." João 1:29

E quando Jesus diz: Natanael, daqui em diante, vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem,entende-se como: "Natanael, o novo tempo chegou em que tereis acesso ao Pai através do Filho, o véu foi rasgado e o Reino de Deus é chegado a vós."

Natanael orava como um verdadeiro Israelita, ele conhecia as Escrituras e esperava a redenção da nação via Messias. Mas Jesus lhe mostra algo maior: céus abertos! 

Debaixo da figueira: 

Essa passagem de Natanael embaixo da figueira nos fala dos atributos de Deus: Onipresença, onisciência, onipotência. Deus está em todos os lugares, tem todo o poder e conhece todas as coisas. Ele vê cada momento solitário nosso. Ele conhece sobre o que oramos, Ele ouve até mesmo nosso silêncio. 

Nossa procura por lugares seguros (figueiras frondosas) pode ser constante, mas o encontro com Aquele que nos resguarda a Sombra do Onipotente (Salmo 91:1) é que verdadeiramente nos salva.

"Eu te vi Natanael, embaixo da figueira" essa frase pode ser transferida para qualquer um de nós: "Eu te vi........(Maria,João, Jacó...)quando oravas, quando esperavas, quando buscavas refúgio para tuas aflições". E da mesma forma que Jesus aguardava Natanael ir ao seu encontro, Ele também nos aguarda, todos os dias para que possamos viver das promessas que o Reino de Deus reserva para cada um de nós. 


Deus o abençoe

Extraido do Blog Tenda na Rocha

A Realidade do Evangelho no Brasil e a Teologia Liberal


Salmos 119:1-2 – BEM-AVENTURADOS os retos em seus caminhos, que andam na lei do SENHOR. – Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e que o buscam com todo o coração.
A teologia liberal remove os marcos pregado por Jesus, ensinados pelos apóstolos, é totalmente contra a ortodoxia Bíblica. Ela dá a cada individuo o direito de interpretação segundo a sua visão acerca de Deus, sem o menor critério exegético ou teológico.
A teologia liberal destruiu várias igrejas na Alemanha, alguns teólogos liberais começaram a pregar que a Bíblia contém erros e controvérsias e que os milagres não são literais, mais alegóricos. Ex: A travessia dos Hebreus pelo Mar Vermelho, os milagres, a ressurreição de Jesus, afirmando que Jesus está vivo nos ensinamentos dos apóstolos e não no literal como a Bíblia ensina. Sendo assim os pilares da Fé Cristã são abalados colocando em check os ensinamentos bíblicos.
A teologia liberal ensina que Deus só esta falando ou no culto quando se sente isso é a palavra “arrepia” produz emoção. Condicionando Deus ao emocionalíssimo e barulho. Esse ensinamento é falso e traz consigo outras mazelas tais como: Humanismo (o homem no centro), egocentrismo (egoísmo), materialismo (para sentir Deus é preciso provocar a fé dos fieis com coisas matérias e para ser abençoado por Deus é preciso ter invés de ser), empirismo (a experiência acima da revelação bíblica) é normal ver as igrejas cheias de campanhas e vazias do verdadeiro evangelho.
O Brasil não está protegido destes falsos ensinamentos e desta praga que se chama teologia liberal infelizmente é possível notar que a maioria das igrejas e principalmente as maiores aderiram. Não se prega mais o evangelho de Jesus cristo, pois o mesmo não atrai as pessoas, é melhor animar o povo que chegam às igrejas cansados e sem esperança do que ensinar o que os apóstolos pregaram. A experiência é elevada a mesma autoridade das escrituras, permitindo assim ao líder religioso o poder de “enfeitiça” ludibria os fieis mesmo que não esteja escrito na Bíblia. Bíblia que isso? Não necessita dela os pregadores modernos. O evangelho pregado na maioria das igrejas no Brasil é um outro evangelho baseado no achismo e nos revelamentos, a consequência disso é um evangelho que não transforma. É só olhar para a sociedade brasileira, é imoral governada por homens e mulheres corruptos, as igrejas estão cheias de escândalos, os lideres vivem uma falsa moral, mais no fundo são amantes do poder e do dinheiro. As igrejas estão cheias de pessoas amantes de si mesma que visão ficarem ricas e prosperas materialmente falando só que estão cegas espiritualmente a ponto de não perceberem que estão perdendo sua alma.
O pragmatismo tem tomado o lugar das verdades bíblicas. Não importa mais o que a Bíblia diz acerca de determinada prática se esta dando certo é por que Deus está abençoado. Líderes são adorados em suas denominações simplesmente por que estão fazendo da igreja um circo e as pessoas não conseguem enxergar as heresias. Por que estão iludidas pelo pragmatismo. Esta é uma das piores mentiras de Satanás nesses últimos dias! As pessoas procuram as igrejas que atendam as suas necessidades e dentro deste demanda os líderes são forçados a fazerem malabarismo com o evangelho adaptando ao gosto dos fiéis.
II Timóteo 3:1-2 – SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.         2 – Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos.
Diante deste cenário no Brasil é preciso buscar cada dia mais se esmerar nas sagradas escrituras de forma que não sejamos engodados pelos enganos de Satanás que tem por objetivo destruir a igreja do Senhor. A Bíblia não contém erros no que diz respeito aos escritos originais essa que temos em mãos sãos as cópias fiéis que por conta das traduções pode ser que tenha alguma coisa conflitante, mais não interfere no tocante a salvação. A igreja brasileira precisa voltar aos marcos antigos ensinados pelos apóstolos e pregado por Jesus. Infelizmente esta tudo aparentemente bem para o cristianismo no Brasil de forma que gerou um comodismo, as igrejas estão prósperas e como nunca na historias bem assistidas em relação a recursos, nunca se pregou tanto como em nossos dias. Essa tal de teologia liberal tem acabado com os púlpitos e com a vida espiritual de quem a ela dá ouvidos.
Salmos 119:18 – Abre tu os meus olhos, para que veja as maravilhas da tua lei

Denúncia Grave! Guia ensina sexo, aborto, prostituição e homossexualidade para crianças


Denúncia grave! A Organização Mundial de Saúde (OMS) criou um “guia” para ensinar e incentivar masturbação, sexo, aborto e homossexualidade para crianças de 0 a 9 anos, e aborto e prostituição para crianças de 12 a 15 anos.
Não é segredo para o mundo que a Europa é o continente que além de ser a que mais incentiva aborto, possui a maior força tarefa gay. Além disso, estão havendo discussões sobre a pedofilia em 12 de seus países e agora a Europa acaba de lançar um guia de “educação” com 83 páginas para escolas e governos, desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em conjunto com a agência do governo alemão para a Educação em Saúde.
A igreja precisa se levantar já que nosso país está sem identidade e é fortemente influenciado pela essa cultura relativista sexual da Europa. Tenho denunciado isso em minha coluna, leiam os artigos sobre essa ditadura ideológica de gênero. Algumas pessoa acham que somos obsessivos, gostaria que quem pensa desta forma leia o conteúdo que descreverei aqui, do manual para desconstruir a fé, a moral e a dignidade de seu filho.
Peço aos profissionais do Brasil que se levantem, independente da religião, e que se revoltem contra esse absurdo; pois Organização Mundial da Saúde está militando politicamente na ideologia de gênero e está deturpando a ciência para induzir convicções  ateístas e de orientação homossexual.
O documento começou a ser enviado para os Ministérios da Educação e Saúde na Europa e é, indiscutivelmente,  um compêndio de corrupção de menores inspirado pelos dogmas da ideologia de gênero.
Abaixo, cito  alguns exemplos das aberrações e absurdos  que o guia recomenda transmitir às crianças com idades de 0 a 16 anos. Uma mistura de pedofilia, sexualização precoce, indução de convicções homossexuais, apologia ao aborto… enfim, leiam e se revoltem porque é a pior coisa que já vi. Realmente estamos em guerra  com os ateus, que odeiam princípios e estão destruindo a humanidade. Estas ações mostram que estamos realmente no princípio do fim.
Seguem as recomendações do guia para ensinar sexo, promiscuidade, prostituição e aborto as nossas crianças:
0 a 4 anos,  prescrevem aprendizagem  do “gozo”, orgasmo  e prazer quando tocamos o próprio corpo: “a masturbação da primeira infância”.
0 a 4 anos: a idade é ideal para “a descoberta do corpo e os órgãos genitais”.
Aos 4 anos, a OMS diz que nossos filhos são capazes de “necessidades expressas, desejos e limites, por exemplo, no contexto de brincar de médico”.
De 4 a 6 anos, as crianças precisam saber que a história da cegonha é um mito.
De 4-6 anos é uma ótima idade, segundo a Organização Mundial de Saúde, para “falar sobre assuntos sexuais”, explorar “relações do mesmo sexo” e “consolidar a identidade de gênero”.
De 6 a 9 anos, os especialistas da OMS dizem que os nossos filhos estão preparados para aprender e defender os “direitos sexuais das crianças”.
De 9 a 12, e até os 15 anos, devem saber o incômodo da maternidade inesperada. Parafraseando:  “o impacto da maternidade e gravidez entre adolescentes; ou seja, planejamento familiar, planejamento de vida/estudos, a contracepção, a tomada de decisão e os cuidados no caso de gravidezes indesejadas”.  O que eles afirmam, sem rodeios, é que antes de 15 anos nossos filhos estão prontos para estarem clientes sobre a indústria do aborto.
De 9 a 15 anos, é bom para receber informações sobre métodos contraceptivos onde encontrar e onde obter um aborto.
De 9 e 15 é uma idade-chave, de acordo com a OMS, para ensinar que a religião cristã é um obstáculo ao prazer e ao gozo de seus próprios corpos. “A influência da idade, sexo, religião e cultura” na educação afetivo-sexual.
Aos 15 anos é hora de “abrir-se para outros (admitir a homossexualidade, bissexualidade e outras opções)”.
15 anos é também a idade do saber, além disso, sobre “sexo comercial (prostituição e o sexo em troca de pequenos presentes, refeições, ou pequenas quantidades de dinheiro), pornografia e vício em sexo”.
Além dos  conteúdos específicos, o guia de sexo para os padrões de educação na Europa, desenvolvido pela OMS, ainda tem seus princípios:
O princípio de que os pais são uma “fonte informal” da educação, em relação ao estado como “fonte formal”.
O princípio de que a educação emocional e sexual das crianças deve ser planejada com “sensibilidade de gênero”. Ou seja: a natureza, os fatos, os dados, a responsabilidade dos pais… Enfim, tudo deve se submeter aos dogmas da “sensibilidade de gênero”.
O princípio de que a educação afetivo-sexual “começa no nascimento”.
O princípio de que a educação afetivo-sexual “deve ter uma abordagem holística”.
O princípio de que a educação afetivo-sexual serve ao “indivíduo e ao fortalecimento da comunidade”.
O guia tem 83 páginas e as palavras “amor” e “responsabilidade” não são citadas ou, quando o fazem, seu peso e significado é completamente irrelevante. Em vez disso, o guia fala constantemente de “prazer”,  “sexo”, “gozo”, “bem-estar pessoal”, “instintos” e aborto.
A Organização Mundial de Saúde é uma agência das Nações Unidas.
Com a orientação presente nas Normas de Educação Sexual na Europa, a agência tenta definir princípios e conteúdos básicos que os Estados devem desenvolver para educar sobre o carinho e sexo as crianças europeias, de acordo com os preconceitos e preceitos da ideologia de gênero. É um documento de enorme influência, dirigido aos ministros da Saúde e da Educação na Europa.
Os Europeus estão fazendo um abaixo assinado requerendo à diretora do Organismo Europeu da Organização Mundial da Saúde, a senhora  Zsuzsanna Jakab, a imediata retirada do guia. Vamos ajudar entrando no abaixo assinado, ou essa aberração virá para o Brasil.  Link do abaixo assinado http://hazteoir.org/alerta/51869-firma-c-mo-corromper-un-menor-y-que-parezca-saludable
Provérbios 31:8: “Abre a tua boca a favor do mudo, pelo direito de todos os que se acham em desolação”.
Não se omita, não se corrompa.
Que Deus salve nossas crianças e que cada um de nós, profissionais e pessoas de bem, estejamos unidos contra essa aberração. Além de orar, precisamos nos mobilizar.
Marisa Lobo PSICÓLOGA e CRISTÃ

http://colunas.gospelmais.com.br/denuncia-grave-guia-ensina-sexo-aborto-prostituicao-homossexualidade-criancas_6209.html

Conto de Natal, O Aldeão – Tolstoi


Um aldeão russo, muito devoto, constantemente pedia nas suas orações que Jesus viesse visitá-lo na sua humilde choupana.
Na véspera do Natal sonhou que o Senhor iria aparecer-lhe, teve tanta certeza da visita que, mal acordou,  levantou-se e começou a pôr a casa em ordem para receber o hóspede tão esperado.
Uma violenta tempestade de granizo e neve acontecia lá fora.
E o aldeão continuava com os afazeres domésticos, cuidando também da sopa de repolho, que era o seu prato predilecto.
De vez em quando observava a estrada,  sempre à espera…
Decorrido algum tempo, viu que alguém se aproximava caminhando com dificuldade no meio da neve. Era um pobre vendedor que levava às costas um fardo bastante pesado.
Compadecido, saiu de casa e foi ao encontro dele. Levou-o para a choupana, pôs-lhe a roupa a secar na lareira e repartiu com ele a sopa de repolho. Só o deixou ir embora depois de ver que já tinha forças para continuar a jornada.
Olhando de novo através da vidraça, avistou uma mulher na estrada coberta de neve. Foi buscá-la, e abrigou-a na choupana. Fez com que se sentasse à lareira, deu-lhe de comer, embrulhou-a na sua própria capa… Não a deixou partir enquanto não readquiriu forças suficientes para a caminhada.
A noite começava a cair… E nada de Jesus!
Já quase sem esperanças, o aldeão foi novamente à janela e viu a estrada coberta de neve. Distinguiu uma criança e percebeu que se encontrava perdida e quase congelada pelo frio… Saiu, pegou na criança e levou-a para a cabana. Deu-lhe de comer, e não demorou muito para que a visse adormecida ao calor da lareira.
Cansado e desolado, o aldeão sentou-se e acabou por adormecer junto ao fogo. De repente, uma luz radiosa, que não vinha da lareira, iluminou tudo! Diante do pobre aldeão, surgiu risonho o Senhor, envolto numa túnica branca!
– Ah! Senhor! Esperei por Ti, o dia todo, e não apareceste…
E Jesus respondeu-lhe:
– “Já por três vezes, hoje, visitei a tua choupana: O vendedor ambulante que socorreste, aqueceste e deste de comer… Era Eu! A pobre mulher, a quem deste a capa… Era Eu! A criança que salvaste da tempestade, também era Eu…” “O Bem que a cada um fizeste, a mim mesmo o fizeste!”.
Leon Tolstoi

http://colunas.gospelmais.com.br/conto-de-natal-o-aldeao-tolstoi_10476.html

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Sou um Pelicano no Deserto....


Essas expressões foram ditas pelo Salmista Davi num momento de angustias e dores profundas na alma que era peculiar no seu viver....
Salmos 102:6 ele usou essa ave para expressar seus sentimentos e o momento que ele vinha convivendo.. para entendermos melhor como era o pelicano qual Davi se referia...
Pelicano: Uma ave aquática tem seus dedos ligados uns aos outros por membranas que servem de nadadeiras.. Com isso simples entender, que é uma ave adaptável a água não no deserto.
Então imagine a angústia dessa ave num terreno seco, extremamente desesperador, porque todo mecanismo depende de água.....
Isso faz parte do processo da vida, somos tomados de angústias, dores sequidão na alma, quando estamos num terreno não adaptável para o Ser.... Existem momentos que existe um suspirar pelas correntes das águas, nem que apenas uma gota, para suavizar o drama do deserto instalado no coração.... são noites tenebrosas aonde um frio avassalador quer gelar o interior... são dias causticantes aonde vapor e o calor das provas querem torrar a alma.....
Somos as vezes pelicanos existênciais sabedores que nossos pés, nosso corpo, não nasceu para ficar em torrões, em sauna, em céus abertos.... mais alma quer um banho das cataratas celestiais....
Sei que existem mães que sofrem os desertos em seus lares, filhos nas drogas ou com desvios na sua sexualidade, mulheres que carregam seus desertos na área emocional, psicológica e afetiva, homens que se sentem vazios, desconsertados dentro de seus próprios lares....
Meninos e meninas perdidos dentro de si ou aonde residem... parecem que estão em terra estranha.... não existe um rio de amor... nem sequer uma lagoinha para molhar os pés.....
Simples meditação, desejo que você que leu, mergulhe no rio de Deus e volte a seu habitat, seu mundo.... use suas nadadeiras e volte a sentir as ondas do amor te levar...

http://pastordanielpedroso.blogspot.com.br/2011/01/sou-um-pelicano-no-deserto.html

Uma palavra aos Adolescentes e Jovens


“Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza”. I Timóteo 4:12

As duas epístolas de Paulo escritas ao jovem obreiro Timóteo revelam uma série de preocupações sobre a organização da Igreja. Paulo transmite através dessas cartas o quadro estarrecedor que a Igreja estava atravessando. Por sua vez, Timóteo tinha o encargo de zelar pela boa doutrina e impedir os possíveis desvios a outros ensinamentos falsos e destrutivos.

Demonstrativo desse cenário:

Apostasia;
Modismos teológicos;
Esfriamento Espiritual
Desorganização congregacional;
Cauterização da consciência cristã;
Pressão do século presente.

Em nossa atualidade ou também momento conhecido de Pós Modernismo, nossos adolescentes e jovens enfrentam elementos violentos que podem afetar presente e futuro dos mesmos:

1. Colapso do crer:

Estamos vendo uma geração vazia de conteúdos, regras e estruturas. Nossos meninos e meninas não acreditam mais na educação; Situação esta percebida pelo fato que sentimos um desânimo, um desalento por uma boa literatura, habilidade de verbalizar bem sem ouvidos afinados ao mestre.

Mais enalteço aqui os que lutam, estudam e perseguem seus sonhos, mais se esbarram num mercado selvagem, desumano e uma política pouca interessada no primeiro emprego. O jovem chega com seu diploma mais ouve algo paradoxal.... “você não tem experiência” mais é obvio ele esta ali para viver sua primeira experiência.

Nossos meninos e meninas não acreditam mais na família; Não vêem mais o lar como um lugar de refugio, aconchego, com base sólida; pois muitas vezes este lugar se transforma um lugar de tortura, insensibilidade, abandono, apenas um lugar de dormir, mais sem repouso para alma. Filhos órfãos de pais vivos, que se sentem isolados, de forma que expressam suas dores e suas angústias numa tela de computador.

Seus filhos não querem um pastor... mais um pai, suas filhas não querem uma irmã fervorosa do círculo de oração, mais apenas uma mãe.... Voltemos ao redor da mesa, conversas francas, amizades sinceras, abraços amparadores, beijos carinhosos, palavras curadoras, sem brechas ao inimigo do lar.

2. A busca de novidades exóticas:

Cada dia uma novidade, ontem era yoga, tarot, meditação.... hoje o álcool e a droga, amanha a aeróbica e a reencarnação; normalmente essas novidades surgem contra valores estabelecidos. Uma ridicularização contra aquilo que tem ética, conceito, valor, pudor, e ainda conta com a mídia que enaltece o ridículo (músicas, conceitos e inversões de valores).

3. A necessidade de escandalizar:

Uma maneira de agredir as pessoas é se defender delas. Escandalizam com a conduta e com a recusa as regras nas indumentárias e no visual. A própria maneira de se vestir mostra o desleixo até a falta de asseio. Gasta-se muito dinheiro para se comprar uma roupa rasgada. Vestir-se mal como mendigo é sinal de andar na moda. O pós moderno recusa padrões, bermuda na canela, calça rasgada, tênis sujo, blusa amarrada na cintura, boné virado, piercing, tudo para dar um “toque a mais” tudo em nome do diferente (irreverentes).

4. A substituição da ética pela estética:

O dever cede lugar ao querer, as escolhas são privadas e não mais ligadas a sociedade. A capacidade de viver e desfrutar o belo substitui a responsabilidade. O negócio é experimentar sensações cada vez mais fortes e dinâmicas. Nada de sentimento de culpa ou valores, em outras palavras, ninguém tem nada ver comigo.

5. A descrença nas instituições:

Jovens não crêem mais na igreja e na liderança isso por causa dos muitos escândalos. Porque a igreja dos anos noventa já não é mais conhecida por homens santos mais sim por homens mais preocupados pelos seus próprios interesses, os chamados sociopatas. Evangelho barato, governos desonestos, e a família que em via de regra é um inferno na vida doméstica e cotidiana. As pessoas são capitães de suas vidas sem convenções, sem compromisso e sem autoridade, e as igrejas estão mais institucionais que comunidades.


Princípios que nossos jovens devem seguir:

1. Manter vivo os valores eternos:

Usarei as escritas de Paulo ao jovem Timóteo, creio que será útil. II Timóteo 1:5 “pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti”.

Era momento de transição, era necessário combater esses ataques com isso era indispensável e ainda hoje o é manter a originalidade do Evangelho, aquele que leva o compromisso. Não um cristianismo sem Cristo, sem cruz, sem renuncia. Evangelho não com o parto feito de cesárea, mais aquele com sentimos e dores de parto. Fervor Pentecostal, quando trato isso não é uma questão de explosão de emocionalismo, mais para que não tenhamos apenas um culto na vida, mais uma vida de culto. Visão da igreja Primitiva, morriam para não ver a igreja morta.

2. Reavive o dom de Deus em ti:

II Timóteo 1:6 “Por esta razão, pois, te admoesto que reavives o dom de Deus que há em ti pela imposição das minhas mãos”.

Com passar do tempo, vamos sendo afetados pelas ideologias de nosso tempo, nosso século, atingidos pela influência dos “Demas” que no tempo de Paulo amou mais o seu século presente; Já Alexandre, o latoeiro, causou males à liderança. Portanto a tendência é perdermos o brilho o dinamismo, e deixar a chama apagar. Então em tempo regressemos às origens, ao grande reavivamento, deixemos Deus nos usar.... sem reservas.

3. Enfrente desafios.. e conquiste seu alvo:

II Timóteo 1:7 “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”. Jovens, vamos a luta, sem desistir... persiga seus sonhos, não se cale diante das pressões, porque quem cala consente, independente de sua idade enfrente com garra a batalha da fé porque se desistirmos seremos vencidos e envolvidos pelo mundo. Seja corajoso, se defina diante desse sistema mundano e se auto supere.... você vai vencer.

http://pastordanielpedroso.blogspot.com.br/2010/07/uma-palavra-aos-adolescentes-e-jovens.html

Deus Financia Sonhos...


I Samuel 1:9-15

Nas regiões montanhosas de Efraim dentre tantas famílias que habitavam ali a Bíblia registra uma família que em seu convívio existiam muitos elementos que também podem fazer parte da nossa família; como conflitos, ansiedades, rivalidades, mais algo tão bom que era os “sonhos”.

Personagens dessa historia:

Elcana - cabeça do lar.

Ele era levita e morava em Rama, tinha riquezas e muita influência, ele tinha duas esposas; o nome da primeira chamava-se Ana e o da segunda Penina. No Antigo Testamento a poligamia era permitida conforme consta no livro de Deuteronômios; a lei de Hamurabi vinda do Egito dava esse direito, e se fosse bem economicamente poderia ter um harém.

Virtudes de Elcana

1- Era um homem temente a Deus: Embora seus serviços não era exigidos no santuário como os outros levitas, como israelita comum subia as montanhas levando seus sacrifícios, para encorajar e dar bom testemunho aos seus vizinhos. Embora existisse, corrupção no santuário pelo líder e seus filhos seu nível espiritual manteve sua espiritualidade em alta.

Salmos 128:1-4 “Bem aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem. Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao SENHOR”!

Temor, reverência, reconhecimento e ato de sabedoria. Provérbios 1:7 “O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino”.

2- Tinha cuidado dos negócios de Deus: Guarde isso, enquanto você cuida dos negócios de Deus, Ele cuidará dos seus negócios também.


Ana – a estéril

Confrontos de Ana: Ana – significa Graça - uma mulher que no seu contexto de vida, sofria em vários ângulos: Poligamia - dividir mesmo teto com uma outra mulher; Rivalidade - sentia na pele desprezo, discriminação, nua e crua oposição; Esterilidade - impedimento de dar a luz a filhos.

Com isso aprendemos que ser cristão não nos isenta das provações. A Bíblia diz: “O Senhor tinha cerrado a madre de Ana”. Tudo que acontece em nossas vidas é permissão de Deus.

I Coríntios 10:13 “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar”.

Porque Deus permite essas provações?
* Para provar que nosso valor não está naquilo que temos mais no que somos;
* Único método que nos deixa dependente de Deus;
* Porque ele só prova os fortes.

II Coríntios 12:9-10 “Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo”.

Aprendemos também a lidar com os preconceitos, ela teve que conviver com isso devido seu estado de esterilidade.

Preconceito: Idéia pré-concebida, suspeita, intolerância, algo avesso.
Esterilidade: Improdutividade, escassez, infecundidade, falta, penúria, inutilidade.

Níveis de preconceito:

1. Externo: Vinha da sociedade da época, havia um estigma (cicatriz, sinal, condição desonrosa que provocava reprovação).

As pessoas a viam como amaldiçoada, nesse teor as pessoas não entendiam que era um processo divino o Senhor tinha permitido essa esterilidade. Ainda assim hoje, as pessoas não conseguem nos entender, nos momentos de provas.

João 9:2-3 “E os seus discípulos perguntaram: Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus”.

2. Interno: No Antigo Israel as mulheres hebréias eram movidas por esse sonho, de dar a luz a filhos, principalmente nascidos do sexo masculino. Imaginavam que por uma delas poderia vir o Messias. Note as expressões de Elcana seu marido em I Samuel 1:8 “Então, Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que estás de coração triste? Não te sou eu melhor do que dez filhos?”

* Ninguém pode tirar seu direito de sonhar;
* Tu és aquilo que vês;
* Mantenha seu sonho vivo, por mais que seus mecanismos sejam minúsculos;
* Milagres não se discutem mais se acreditam.
* Onde a sua mão não chegar a mão de Deus chegará por você!!

3. Familiar: Havia por parte de sua rival provocações, excessivas querendo irritá-la.

* Nossos grandes confrontos, acontecem dentro de casa;
* Nossa luz incomodara as trevas de alguns;
* O que Deus escreveu a borracha do diabo, não vai apagar.

E ainda, o que Ana nos ensina indo ao Templo?

1- Creu que Deus tinha algo para ela, mesmo sabendo do amor incondicional do esposo, ela sabia que Deus tinha algo a mais a ela.

2- Fez da dificuldade um grande desafio. A tristeza de ser perturbada pela sua rival a incentivou, moveu sua fé, nem mesmo as montanhas a impedirem de ir em busca do seu sonho! Não deixe que as tristezas venham desanimar sua fé, mais a use de trampolim para chegar a sua vitória.

3- Buscou no lugar certo. Não se aventure por ai, mais valorize a casa de Deus, pois os olhos de Deus estão fitos nesse lugar. (Leia II Crônicas. 7:16)

4- Ela acreditou em seu milagre. Enfrentou a poligamia, a esterilidade, a rival, o líder sem visão.... Ninguém detém um homem ou uma mulher decidido(a). Mexeu com coração de Deus.

5- Ana a vencedora. Não perdeu sua postura, manteve seu afeto ao marido. Mexeu com a memória de Deus. Sonho da cabeça desceu para barriga grávida. Sintomas de milagres apareceram na sua casa. Teve seu monento... e muito mais... teve mais três filhos e duas filhas!!!!



Ele financia Sonhos!!!

http://pastordanielpedroso.blogspot.com.br/2010/07/deus-financia-sonhos.html

Jabez não mudou seu nome, mais sua história!


I Crônicas 4: 9,10, 34 e 38

"Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! Tomara que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido... Estes, registrados por seus nomes, foram príncipes nas suas famílias... e as famílias de seus pais se multiplicaram abundantemente".

Geralmente ouço pessoas que dizem, “eu li a bíblia toda”, porém no mesmo instante que me alegro ao ouvir essa afirmação, desanimo [rs] porque pessoa diz “só não li o livro de Crônicas”. Logo não leu toda!

Afirmação uma só, livro é um imbróglio de gerações mostrando suas raízes ou suas árvores genealógicas. Esse desprezo em estudarmos as origens das pessoas é motivo pelo qual desprezamos a história das pessoas. Porque quando não conhecemos as origens, logo não saberemos respeitar o histórico das pessoas, isso trás na minha memória um fato onde o Egito levantou um rei que não conhecia a José. Que desastre, porque se soubesse pensaria bem antes de massacrar seu povo e sua história.

A história em apreço vem envolta a uma série de elementos fortíssimos, que podem também fazer parte de sua história.

-Dor, sentença, fatalidade, amargura, limitações.
-Esperança, auto superação, confiança, milagre.

Uma mãe tem vários filhos, cada um com suas histórias e emoções. Nasce um dentre esses filhos, que no seu parto causa-lhe muitas dores, desejo de morte, talvez até mesmo uma depressão pós-parto.

Essa mãe na agonia, na falta de senso pos o nome do menino de Jabez (dor). Pois era sua memória amarga, seu símbolo de dor, “persona non grata”, “aquele que se eu soubesse não teria”, “se arrependimento matasse estava morta”.

Sendo esse o quadro real de sua vida, desde o nascimento rotulado como causador de grande aflição, Jabez poderia assumir para si as opções lógicas:

1- Se amargurar pelo seu nascimento;
2- Aceitar que era um elemento problema;
3- Ser o menino bomba;
4- Desempenhar papel da história escrita.

Mais Jabez teve atitudes nobres que ninguém esperava:


1- Criou consciência sobre si mesmo.

Quando sua vida é sinalizada e percebida pelos outros, pouco você saberá de si mesmo, verdade uma só, ou você desempenha a história que escrevem a seu respeito, ou você escreva sua própria história. Deus não lhe fez por acaso. Você é um projeto santo do Senhor. (Sl. 139:13,14 / Jr. 1:4,5). Rompa esse jugo imposto pelos outros, não vista essas indumentárias da fatalidade e da morte, Ele criou você para louvor e gloria de Seu nome.


2- Saiu dos termos estabelecidos.

Quando Canaã foi colonizada pelos israelitas, cada família recebeu uma herança inicial de terras. Os limites geralmente eram territórios ocupados por outros povos. Cabia a cada herdeiro ampliar suas fronteiras, alguns se contentavam apenas com o que receberam mesmo que não fosse suficiente para as suas famílias. Jabez rompeu a linha imposta, pois não sabia viver em cubículo, no estreito como dizem evangélicos. Sendo assim:

-Não aceite ilha pequena que lhe deram, amplie seus horizontes;
-Com Deus grande, não se pode pensar pequeno;
-Aonde sua mão não alcança, Ele ajudara a alcançar.
.
3- Fez a concessão correta.

-Quando não puder contar com uma mãozinha de alguém, conte com a mão poderosa de Deus;
-Não feche concessão com gente errada, pode desgraçar sua vida;
-Na vida nem todos vibram com as nossas conquistas, saiba com quem compartilhar suas vitórias;
-Melhor é contar com mão de Deus. “Com Tua mão segura bem a minha, pois eu tão fraco sou, ó Salvador, que não me atrevo a dar nenhum só passo sem Teu amparo, meu Jesus, Senhor” (Is. 59:1).
.
4- Blindou-se contra mal.

-Tenha percepção que o mal existe, e pessoas maldosas também.
-Nossos maiores inimigos muitas vezes estão dentro de nossas casas, seja na família ou na comunidade. Mais lembre, Jesus orando ao Pai disse: “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal” (Jo. 17:15);
-Que Senhor nos blinde de todo mal, inimigos declarados ou ocultos.
-“Mal nenhum te sucedera, praga nenhuma chegará à sua tenda” (Sl.91:10).
.
5- Assumiu sua posição de príncipe.

De um coitado e problemático aos olhos dos outros; Jabez se torna príncipe, pois ele não aciona a bomba que programaram para ele explodir; ele ora, e Deus ouve sua oração, atende seu desejo, de ser mais do que o menos que lhe postularam.


Observe apenas que: Jabez orou, Deus o ouviu. Mais ele pediu o que precisava, e Deus lhe pos como príncipe na sua família.
Quando você pede o que não precisa, Deus não pode te ajudar!!

http://pastordanielpedroso.blogspot.com.br/2010/01/jabes-nao-mudou-o-nomemais-sua-historia.html

IRIS FERNANDO E KELLY DE OLIVEIRA

IRIS FERNANDO E KELLY DE OLIVEIRA
DEUS ME DISSE: FILHO QUAL SERÁ SUA ESPOSA? EU DISSE ELA SENHOR!!! DEUS ME DISSE: FILHO AQUI ESTÁ UM PEDRA PRECIOSA CUIDE DELA COM A SUA VIDA!!!! EU DISSE OBRIGADO JESUS.

IRIS FERNANDO E KELLY DE OLIVEIRA

IRIS FERNANDO E KELLY DE OLIVEIRA
VIAGEM PARA FOZ DO IGUAÇU UMA PARADINHA NO CASTELINHO

Iris Fernando Kelly e Julia Acsa

Iris Fernando Kelly e Julia Acsa
Familia Oliveira

Posse na Igreja Assembleia de Deus Vila Caroline

Posse na Igreja Assembleia de Deus Vila Caroline
Eu e minha esposa recebendo oração do pastor presidente tomando posse da nossa 1º congregação onde somos os dirigentes, obrigado Senhor Jesus pela sua bondade para com nossas vidas.

Pregando em nossa congregação Vila Caroline

Pregando em nossa congregação Vila Caroline
Igreja que o Senhor nos confiou nossa primeira igreja Deus tem nos abençoado e estamos aprendendo muito a cada dia. Deus é Fiel.